Escola Viva de Cariacica é inaugurada com fonte de energia solar

Escola Viva Presidente Castelo Branco, em Cariacica, foi inaugurada no dia 22/12/2017 sendo a primeira unidade beneficiada com a instalação de placas fotovoltaicas.

A unidade é composta por salas de aula; sala de professores, biblioteca; laboratório de informática; laboratório de Física/Química; laboratório de Biologia/Matemática; sala de Artes; auditório; sala de recursos e quadra poliesportiva coberta. A previsão é que se inaugurem em torno de 300 unidade até o no de 2030 no Estado do Espírito santo.

Esta iniciativa da instalaçõ das placas fotovoltaicas é o resultado do projeto “Boa Energia nas Escolas” desenvolvido por meio do Programa de Eficiência Energética (PEE) da distribuidora promovendo desta forma, a conscientização dos estudantes, além da modernização e geração da economia nas escolas. O total dos beneficiados chega a 118 instituições de ensino estadual e municipal do Espírito Santo. Além de ter capacitado cerca de 511 educadores, beneficiando mais de 41 mil alunos em 10 municípios do Estado.

O Boa Energia nas Escolas acontece em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e a Agência de Regulação de Serviços Públicos do Estado (ARSP). O governador Paulo Hartung, governador do estado diz o seguinte: “Há um bom tempo eu sou um apaixonado pela Educação e eu tinha na minha cabeça a ideia de fazer uma reestruturação na educação capixaba. Em que o brilho no olho dos estudantes nas escolas seja fundamental. Estamos vivendo uma grande revolução do conhecimento, numa sociedade conectada, tecnológica. Fomos buscar o que tinha de mais inovador e encontramos essa experiência no Brasil. Bebemos da experiência de Pernambuco e há quem diga que já somos a melhor experiência do Brasil com a Escola Viva.”

E Haroldo Rocha, secretário de Estado da educação, acrescenta: “A Escola Viva é mais que uma escola. É uma ferramenta importante de transformação social, que tem o compromisso de fazer os estudantes buscarem os seus sonhos. Essa parceria é muito bem-vinda e importante, pois além de modernizar as nossas escolas, os estudantes participam de ações de conscientização e utilizam o projeto como fonte de pesquisa sobre fonte de energia limpa, novas tecnologias e eficiência energética. A tecnologia da energia é educativa, é meio ambiente na veia. Queremos ampliar a parceria para dar mais e melhores condições de aprender”.