Condomínio Fotovoltaico no Paraná ganha licença ambiental

Condomínio fotovoltaico que será construído em Palmeira (Campos Gerais) ganha licença ambiental emitida pelo IPA (Instituto Ambiental do Paraná). O objetivo é converter energia solar em elétrica e comercializá-la com empresas interessadas e que atenderão somente as indústrias que sejam do Paraná.

De acordo com o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, “No Paraná não havia um empreendimento semelhante, o que exigiu dos técnicos estudos e pesquisas para atuar da melhor maneira possível, sempre respeitando as normas já existentes e as referências em demais empreendimentos que envolvessem a captação e geração de energia”.

O Paraná é o primeiro estado do Brasil a abrigar o modelo de consórcio de empresas e Mini Geração Distribuída, onde cada um pode produzir sua própria energia e em específico este projeto conta com a participação de investidores brasileiros, holandeses, alemães, chineses, coreanos e sul-africanos.

E o prefeito de Palmeira, Edir Havrechaki, ressalta: “Tanto para Palmeira quanto para o Paraná esse é um projeto-piloto, e pioneiro, que vai trazer notoriedade para todo o país.

O empreendimento tem potência total prevista de 293 megawatts divididos em sete usinas solares, em um terreno de 113 mil metros quadrados, cedido pela prefeitura e espera-se em 2 anos um investimento total de US$ 300 milhões, com a criação de 450 empregos ao final do projeto.

Para a primeira etapa o investimento será de US$ 25 milhões, com a capacidade de geração de 7,3 megawatts na primeira fase que deve começar em 60 dias, de acordo com o empreendedor.