Projeto da Fatec Osasco utiliza placas fotovoltaicas em dispositivo para combater a dengue

Os alunos Evandro José de Oliveira, Davidson Santos da Silva e Welton Barreto da Silva da Fatec de Osasco, inventa um dispositivo que pode ser bastante útil para combater a dengue. O dispositivo é acoplado a bombinhas e a um flutuador que fazem a água balançar para assim impedir as larvas de respirar na superfície, pois com o movimento da água as larvas morrem afogadas.

A produção do equipamento é feita a partir de placas fotovoltaicas (energia solar) no qual provoca bolhas na água onde as larvas se reproduzem e foi inspirado por um inventor indiano. Esta medida pode ser aplicada em lagos e espelhos d´água de espaços públicos que armazenam a água parada e o raio de alcance é de 2,5 metros, mas pode ser ampliado para 4 metros.

Segundo informação disponibilizada pelos alunos, o aparelho pode ser realizado com somente R$ 90 e em larga escala o preço diminui ainda mais.

“Em duas horas 70 larvas morreram e ao final de quatro horas todas elas estavam mortas”, diz o professor André Rosa Ferreira um dos professores orientadores do trabalho dos alunos, junto com o professor Carlos Alberto de Freitas.

O Instituto Butantan colaborou com os alunos e com os professores fornecendo as larvas e detalhes sobre a reprodução dos insetos.